Publicado em: sexta-feira, 04/07/2014

Tênis – Djokovic vence Dimitrov e está garantido na decisão do torneio de Wimbledon

Tênis - Djokovic vence Dimitrov e está garantido na decisão do torneio de WimbledonEm jogo disputado nesta sexta-feira (4), o ex-número 1 do mundo Novak Djokovic venceu o búlgaro Grigor Dimitrov, pelas semifinais do torneio de Wimbledon, na Inglaterra, por três sets a um, no All England Club, em Londres. As parciais foram de 6/4, 3/6, 7/6 (2) e 7/6 (9-7). Com esse resultado, o atual segundo colocado do ranking mundial da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) está vivo na busca pelo segundo título no Grand Slam britânico.

Apesar do resultado adverso, Dimitrov conquistou seu melhor resultado na carreira, já que no máximo havia chegado às quartas de final do Aberto da Austrália, neste ano. Em Wimbledon, o namorado da russa Maria Sharapova jamais havia passado da segunda rodada.

O jogo começou bastante equilibrado. No quinto game, então, Djokovic não deu chances ao adversário, ganhou de zero e quebrou o serviço do adversário, 3/2. Dimitrov não conseguiu devolver a quebra e o sérvio fechou o primeiro set em 6/3, em apenas 27 minutos.

No segundo set, Djokovic mais uma vez teve um início melhor, conseguiu uma quebra e fez 3/1 no placar. Entretanto, Dimitrov teve uma excelente sequência de pontos, quebrou duas vezes o oponente e fechou o set em 6/3.

Já no terceiro set, o duelo estava equilibrado e nenhum dos atletas conseguiu quebrar os serviços de seus adversários. Assim, o duelo foi para o tie break. Com vários erros e uma dupla falta de Dimitrov, Djokovic fez 7 a 2 e levou o set.

Por fim, no quarto set, a partida seguia acirrada. Djokovic precisou de set minutos para empatar o placar, 5/5. No tie break, Dimitrov chegou a abrir 6 a 3, mas sofreu o empate, 6 a 6. Com dois break points, Nole aproveitou a oportunidade e fechou o jogo, 9 a 7 e 7/6 no último set.

Próximo adversário de Djokovic será o vencedor do jogo entre Federer e Raonic

Pela decisão do torneio de Wimbledon, Novak Djokovic vai enfrentar o vencedor do confronto entre o ex-número 1 do mundo, o suíço Roger Federer, e o canadense Milos Raonic. Esta é a segunda final consecutiva de Nole, que perdeu no ano passado para o britânico Andy Murray.