Publicado em: quinta-feira, 08/03/2012

Tempestade solar pode atrapalhar transporte aéreo e uso de GPS

Nesta quinta-feira (8), uma das mais intensas tempestades solares dos últimos anos está atingindo a terra, e isso pode trazer problemas para alguns equipamentos. De acordo com os astrônomos alemães do Instituto Planck de Pesquisas Solares (MPS), isto pode atrapalhar o tráfego aéreo e o funcionamento de satélites localizados na órbita terrestre.

Werner Curdt, porta-voz do MPS, disse que esta tempestade solar é mais forte do que a que atingiu o planeta em janeiro, e irá durar durante todo o dia, podendo provocar luzes polares no norte da Europa, desde a sede do instituto, localizado em Katlenburg-Lindau, no estado alemão do norte da Baixa Saxônia. Os astrônomos alemães disseram que os efeitos do fenômeno já puderam ser vistos, mas alcançarão potência máxima durante esta noite.

Erupções poderão ser vistas em toda a Terra

Werner Curdt afirmou que a tempestade solar atingirá o planeta pela parte esquerda, porém disse que, para o final de semana, são esperadas erupções mais intensas e, consequentemente, poderão ser vistas em todos os cantos da Terra. Com isso, o astrônomo disse que o fenômeno pode causar a suspensão de voos, além de cortes elétricos e falhas no controle dos satélites orbitais.

Curdt afirma que diversos satélites fazem sua orientação através do posicionamento das estrelas e que, por isso, ficam “cegos” quando as tempestades solares acontecem. Exemplo disso é a sonda “Vênus Express”, em que o controle está sendo difícil se ser feito devido às tempestades solares. Os astrônomos acreditam que as tempestades fiquem ainda maiores em 2013, devido a uma intensa atividade cíclica do Sol.