Publicado em: quinta-feira, 23/08/2012

Técnicos das universidades federais concordam com proposta do governo

Técnicos das universidades federais concordam com proposta do governoServidores técnicos administrativos das universidades federais realizaram em todo o país inúmeras assembleias para definir o futuro da greve e a maioria decidiu aceitar a proposta de reajuste realizado pelo governo federal. Com isto, já na próxima segunda feira (27), o trabalho dos servidores deve ser retomado.

De acordo com informações da Fasubra, a Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras, no início da quarta feira (22), o placar parcial das assembleias indicava que um total de 36 instituições estavam a favor da proposta, enquanto as outras 14 se colocaram contrárias.

O integrante da coordenação geral da Fasubra, Paulo Henrique Rodrigues dos Santos, afirmou que a proposta encerrou abaixo das reivindicações e que, apesar de sair da greve, a categoria segue insatisfeita. Ele ainda declarou que a proposta não corrige as distorções do salário e continuam com o menor piso da administração pública federal.

De acordo com a proposta, os técnicos irão receber o reajuste de 5%, a cada mês de março, pelos próximos três anos, totalizando o valor de 15,8% até 2015. Foi o comando nacional da categoria que recomendou o encerramento da greve, sugerindo o retorno unificado d categorias às atividades na próxima segunda feira.

Será somente depois de hoje (23), com um quadro mais consolidado das assembleias pelo país que a categoria irá se reunir novamente para discutir o retorno ao trabalho. Conforme o sindicado dos servidores do Paraná, mesmo aceitando a proposta realizada, algumas instituições podem ainda optar por se manter em greve, a partir de uma reivindicação em âmbito mais local, como por exemplo, a redução da jornada para 30 horas semanais. O Ministério do Planejamento informou que a proposta de reajuste realizada terá um impacto no orçamento de R$ 2,9 bilhões.