Publicado em: quinta-feira, 27/10/2011

Tailandeses vão para outras regiões fugindo da enchente

Nesta quinta-feira, dia 27 de outubro, as águas das enchentes que inundam a capital tailandesa, Bancoc, ameaçavam romper as barragens protetoras da cidade. De acordo com a primeira-ministra da Tailândia, a cidade está lutando contra as forças da natureza. A população está seguindo as recomendações do governo e começa ir para outras regiões.

Estas têm sido consideradas as piores enchentes já enfrentadas pelo país em meio século. Foram provocadas, em partes, pelas chuvas fortes das monções. Desde meados de julho, já mataram 373 pessoas e dificultam a vida de aproximadamente 2,5 milhões. As enchentes atingiram, até o momento, especialmente as cidades na região central e norte da Tailândia.

Para a premiê que assumiu o cargo em agosto, Yingluck Shinawatra, parece que todos estão resistindo contra as forças da natureza, que estão destruindo as barragens que protegem a cidade. Segundo ela, é preciso deixar a água chegar até o mar administrar para que esse fluxo seja lendo e não faça a população sofrer mais ainda.

O governo decretou um recesso de cinco dias para que todos pudessem deixar a cidade e seguir para regiões seguras. O trânsito em bancado era pouco nesta quinta-feira. Porém, a principal rodovia para sair da cidade em direção ao sul estava congestionada, e a área está protegida da inundação.