Publicado em: quarta-feira, 16/11/2011

SWU – Curiosidades do festival

Com o SWU rolando entre os dias 12 e 14 de novembro, em Paulínia (SP), todo mundo começa a se perguntar o que de fato é o festival, seu objetivo e, obviamente, quais são as curiosidades da primeira e única edição até então.

O primeiro SWU foi realizado em Itu (SP) e trouxe cantores e bandas de renome nacional e internacional. E foi com uma delas que surgiu uma das curiosidades do evento.

Durante o show do Rage Against the Machine, houve problemas na transmissão do canal Multishow. Logo após a oitava música tocada, o filho de Rita Lee, Beto Lee, entrou no ar e informou aos telespectadores que a transmissão havia acabado. Logo no dia seguinte, um comunicado informava que algumas pessoas invadiram o espaço reservado ao canal durante um tumulto da pista VIP. Estas pessoas que invadiram o local quebraram câmeras e alguns equipamentos, colocando em risco a vida dos cinegrafistas que trabalhavam no momento.

As outras 10 músicas tocadas pelo Rage Against the Machine não foram reprisadas pelo Multishow. Na mesma noite, a Globo reprisou o show, mas deixou de fora a música “Killing in the Name”, uma das principais, para que a programação não fosse afetada. Porém, informações dão conta de que, na verdade, a canção foi cortada devido ao fato do vocalista Zach de La Rocha ter colocado um boné do Movimento dos Sem Terra (MST).

Já desta edição do SWU, um problema aconteceu antes mesmo do festival. No dia 29 de outubro de 2011,uma forte chuva destruiu parte da estrutura montada para o evento.Um número maior de trabalhadores conseguiu dar conta do problema, trabalhando dobrado para evitar que as datas de realização do SWU fossem alteradas.