Publicado em: quarta-feira, 14/04/2010

Suspeito de assassinato de Glauco deve ser transferido para prisão federal

A justiça na terça-feira (13) autorizou que Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, seja transferido para uma de prisão federal.

Cadu é suspeito de assassinar o cartunista Glauco Villas Boas, e estava preso em Foz do Iguaçu desde o dia 14 de março, quando tentava fugir para o Paraguai. Na última terça-feira o juiz federal da 2ª Vara Criminal em Foz do Iguaçu autorizou a transferência de Cadu para a Penitenciária de Segurança Máxima de Catanduvas, também no Paraná.

Cadu confessou ter matado o cartunista Glauco e seu filho Raoni, na noite de 12 de março. Cadu, que seria usuário de drogas, era frequentador da igreja fundada por Glauco, Céu de Maria, adepta do ritual do Santo Daime.

Apesar da confissão, a polícia ainda investiga o caso, e estuda a possibilidade de o crime ter sido cometido por mais de uma pessoa. O estudante Felipe de Oliveira Iasi, que teria levado Cadu à casa de Glauco, também é investigado pela polícia.