Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Suspeita de fraude faz Inep cancelar a avaliação de 4 cursos de direito

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), decidiu suspender a avaliação de renovação e reconhecimento do curso de bacharel em direito de quatro faculdades do país. A decisão foi tomada após a denúncia de fraude na titulação de professores que atuavam como avaliadores do Ministério da Educação.

A denúncia coloca que dois professores do curso de direito, que atuavam na Faculdade paraíso (FAP), na cidade de São Gonçalo, Rio de Janeiro, teriam falsificado seus diplomas de mestrado e doutorado. Ele ainda atuavam como avaliadores do Inep, com a função de autorizar, reconhecer e avaliar cursos de direito em todo o país. Porém, para exercer a função, eles necessitariam ter pelo menos o título de mestre.

A polícia Federal está apurando a denúncia, o procurados da República José Maurício Gonçalves foi o responsável pela solicitação. A assessoria de imprensa da Procuradoria da República no estado do Rio de Janeiro informou que a denúncia chegou até o procurador através de dois professores da FAP, no mês de junho.

A diretora de Avaliação da Educação Superior do Inep, Cláudia Griboski, afirmou em nota que os cursos que tiveram a avaliação cancelada devem receber novas visitas a partir de agosto. . “Faremos novas avaliações de renovação de reconhecimento do curso de direito das faculdades UNIME de Ciências Jurídicas, na Bahia, e PUC-SP. Já a Faculdade Divinópolis, em Minas Gerais, e a Faculdade de Americana, em São Paulo, terão nova avaliação de reconhecimento do curso de direito”, disse a diretora.