Publicado em: terça-feira, 14/02/2012

Surto de dengue pode acontecer em 91 cidades até o fim do verão, alerta Ministério

De acordo com a última pesquisa sobre a dengue no Brasil, o número de casos diminuiu, embora existam várias cidades que correm o risco de sofrerem de surtos da doença. A principal preocupação é com o Rio de Janeiro. O próprio ministro da Saúde, Alexandre Padilha, chegou a afirmar que a capital fluminense pode ter um dos piores surtos da doença de toda a história da cidade.

Ao menos no Rio de Janeiro, os focos de mosquito da dengue deixaram os locais fixos, como caixas d’água, e ficaram nos móveis, como garrafas e vasos. Até o dia 1 de fevereiro, o Rio era o município com o maior número de casos registrados da doença em 2012, com 2.322 casos confirmados. Porém, segundo informações do governo federal, não há registro de mortes em decorrência da dengue desde agosto do ano passado.

Uma pesquisa do Ministério da Saúde mostrou que 91 cidades em todo o país correm o risco de apresentar uma epidemia de dengue, especialmente na Bahia, no Maranhão, em São Paulo, Paraíba e Goiás. Já foram registrados surtos da doença no Tocantins e em Pernambuco.

Mesmo com o aviso do Ministério, a média nacional apresentou um resultado positivo. Até o momento, comparado ao ano passado, o país registrou queda de 62% nos casos da doença. No começo deste ano, 40 mil pessoas foram diagnosticadas com dengue, contra 106 mil no mesmo período de 2011. Os casos mais graves da doença também tiveram queda significativa, de 1.345 para 183.