Publicado em: terça-feira, 29/12/2009

Suriname prende 22 suspeitos de massacre

O governo do Suriname afirma ter detido 22 suspeitos de terem cometido um ataque a brasileiros no país na última quinta-feira. A polícia do país sul-americano não deu detalhes sobre s suspeitos detidos.

Na semana passada 81 garimpeiros brasileiros foram atacados na região de Albina, fronteira com Guiana Francesa. Apesar da violência, não houve mortes no ataque. Quatro pessoas estão internadas, e duas em estado grave.

O ataque teria sido uma retaliação dos chamados ‘marrons’, descendentes de quilombolas, com os garimpeiros brasileiros. O governo brasileiro interveio, oferecendo retorno ao Brasil, e cinco optaram por retornar ao país, em um avião da Força Aérea Brasileira.

De acordo com o governo do Suriname, a situação em Albina é ‘tranquila’. Já o Ministério das Relações Exteriores do Brasil assegura que está acompanhando o caso, mas garante que não irá tomar qualquer atitude que desrespeite a soberania do governo local.