Publicado em: terça-feira, 13/09/2011

Supercomputador pode ajudar a prever acontecimentos internacionais

Estudo realizado nos Estados Unidos mostra que um supercomputador pode ser capaz de prever acontecimentos com base na alimentação de informações publicadas pelos meios de comunicação. O estudo teve como base o uso dos artigos publicados a respeito das crises na Líbia e no Egito, os quais indicaram uma piora no contentamento da população antes das manifestações estourarem em cada país. Foram usados milhões de textos para chegar ao resultado com o supercomputador.

Para conseguirem chegar à conclusão obtida, os cientistas usaram o método da retrospectiva, ou seja, foram de trás para frente. Porém, os pesquisadores defendem que o programa pode ser usado conforme novas notícias são publicadas para tentar prever quais vão ser os próximos acontecimentos a serem noticiados. Outro dado para indicar a confiabilidade do equipamento diz respeito a localização de Osama bin Laden antes de ser encontrado pela equipe especial norte-americana. O sistema havia detectado dicas da sua localização antes da morte do líder da Al-Qaeda.

Os critérios usados para a realização da pesquisa foram os de sentimento ou localização. No primeiro caso, os pesquisadores procuravam perceber se a notícia passava impressão boa ou ruim e pelo uso de palavras como “terrível”, “horrível” e “agradável”. No segundo caso, o programa encontrava a citação “Cairo”, por exemplo, e transformava a informação em coordenadas.

Portanto, as notícias catalogadas referentes aos países que tiveram suas “primaveras árabes”, por exemplo, indicavam o descontentamento da população antes o início das revoltas. As reportagens internacionais também contribuíram com o índice final de insatisfação.