Publicado em: sábado, 02/07/2011

Superávit da balança comercial fecha primeiro semestre com alta de 64,6%

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior informou na sexta-feira (1) que a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 12,98 bilhões. A exportação brasileira representa um crescimento de 64,6%. No primeiro semestre de 2010, a marca do saldo positivo foi de US$ 7,88 bilhões.

O crescimento é resultado das altas das ‘commodities’ (produtos básicos que possuem cotação internacional, como petróleo, minério de ferro e alimentação), que contribuem para o crescimento do saldo comercial. Com os preços internacionais em altas, as vendas externas dos produtos brasileiros se tornam mais rentáveis e acabam aumentando o valor da exploração.

No total, as vendas somaram US$ 118,3 bilhões no primeiro semestre de 2011, que representa um crescimento de 31,6% em relação ao mesmo período em 2010. Ao mesmo passo da exportação, as importações registram o total de US$ 105,3 bilhões, segundo o Ministérios. A elevação representa 28,5% a mais em importações.

Apesar da grande alta no número de importações, o crescimento da economia do país é de apenas 4%. Com o dólar em baixa, balança comercial deve empatar com a de 2010, e fechar em superávit de US$ 20 bilhões. Em 2010, o Brasil possuía um crescimento acima de 7,5% e fechou com o salto positivo de US$ 20,27 bilhões, o menor em oito anos. Segundo os analistas das instituições financeiras, a previsão para o país em 2011 era fechar com um superávit de apenas U$ 10 bilhões.