Publicado em: sexta-feira, 18/11/2011

Sudeste e Sul possuem as melhores notas na avaliação do MEC

As regiões Sudeste e Sul possuem as instituições de ensino superior com nota 5, sendo este o máximo conceito no Índice Geral de Cursos (IGC). Este índice avalia a qualidade do ensino superior nas instituições brasileiras. Das 27 instituições avaliadas que obtiveram a nota máxima, 25 delas estão concentradas no Sudeste e s outras duas estão no Sul.

As informações foram anunciadas pelo Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira, dia 17 de novembro. A nota é dada a partir do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e também avalia a qualificação dos professores e a infraestrutura das instituições, dando conceitos de 1 a 5. Notas 1 e 2 são tidas como ruins, 3 são satisfatórias e 4 e 5 são boas.

As instituições de ensino superior que ocupam o topo da lista estão em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. As nove que tiveram as menores notas – conceito 1 – estão três no Sudeste, uma no Sul, duas no Norte, duas no Nordeste e uma no Centro Oeste. Os três primeiros lugares ficaram com: Escolha Brasileira de Economia e Finanças (Ebef), do Rio de Janeiro, Faculdade de Administração de Empresas (Facamp), de Campinhas, e Escola de Economia de São Paulo (Eesp). Todas elas são instituições particulares.

Em quarto lugar aparece a Universidade Estadual de Campinas, que é uma instituição pública. Em seguida, está o Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA). A maioria das instituições conseguiu nota 3, totalizando 53% das instituições avaliadas. As que tiverem nota 1 ou 2 somam 37%. As que obtiveram nota insatisfatória deverão passar por um processo de supervisão para que os cursos melhorem sua qualidade.