Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Sudão reconhece independência da República Sul-Sudão proclamada amanhã

Faltando apenas algumas horas para que a proclamação da independência da República Sul-Sudão, que acontecerá amanhã (09), os representantes do Sudão anunciaram que reconhecem a autonomia da nova nação. A confirmação da separação entre os países é por prezar pela segurança e bem estar dos cidadãos, que enfrentavam uma guerra civil enquanto o país estava unificado.

No pronunciamento feito pelo ministro sudanês dos Assuntos presidenciais, Hassan Saleh, o governo afima “a República do Sudão anunciou que reconhece a República do Sul-Sudão como Estado independente, segundo as fronteiras de 1º de janeiro de 1956.” A região Sul conseguiu o primeiro passo para ter sua independência com o tratado de Naivasha, que foi assinado no dia 9 de Janeiro de 2005.

Esse mesmo acordo foi o responsável pela trégua que garantiu a paz entre as regiões Norte e Sul. Os conflitos internos duraram por 21 anos e muitos cidadãos que perderam seus familiares nos combates agora comemoram com a conquista da separação das duas regiões. A bandeira da República Sul-Sudão será composta com as cores preto, vermelho e verde e terá um triângulo azul com uma estrela. Para comemorar antecipadamente o anúncio da independência, habitantes do novo país vestem trajes com as mesmas cores oficiais.

O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, confirmou sua presença no evento de reconhecimento da independência e também garantiu que vai fazer um pronunciamento no evento. Outros representantes políticos também foram convidados para participar da cerimônia e vão comparecer às festividades. Questões técnicas de divisão de patrimônios, por exemplo, devem ser negociadas.