Publicado em: segunda-feira, 04/07/2011

Substituto de Itamar Franco, Zezé Perrella, investigado pela Justiça

O ex-presidente Itamar Franco, que faleceu no sábado (02) pela manhã, estava cumprindo seu mandato de senador (PDT-MG) que teria duração até o ano de 2019. Por conta dos últimos acontecimentos, o procedimento para dar lugar ao sucessor à vaga do ex-presidente já começou a ser pensado de modo a não atrapalhar o andamento da casa política. O nome destinado à vaga é o de Zezé Perrella (PDT-MG), que já está enfrentando problemas com a justiça.

O substituto do ex-presidente está sendo invetigado pelo Ministério Público por conta de possíveis irregularidades na sua segunda profissão, a de presidente do time de futebol Cruzeiro. De acordo com as suspeitas da polícia, Perrella apresenta irregularidades nas negociações feitas para a venda de jogadores e também com o aumento do valor do seu patrimônio.

Em declaração feita à Justiça Eleitoral no ano de 2010, Parrella informou que o valor do seu patrimônio encolheu de R$724 mil para R$490 mil dentro do período que vai de 2006 até o ano da informação prestada. O dado foi apresentado justamente quando se candidatou como substituto do senador falecido, sendo que agora existe a necessidade da substituição. A inconformidade com o número apresentado e o real valor seria por ele ter omitido patrimônios que valorizariam sua renda.

De acordo com as investigações, o substituto teria passado suas propriedades para o nome da empresa que está sob o registro dos nomes dos filhos e de um sobrinho. Caso o processo não seja julgado antes de Parrella assumir o cargo de senador, ele ganhará foro judicial e somente poderá ser avaliado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).