Publicado em: sexta-feira, 09/12/2011

STJD absolve Ponte Preta por invasão de campo em jogo contra ABC

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu absolver a Ponte Preta da invasão de campo que aconteceu na partida contra o ABC, dia 19 de novembro e que confirmou o retorno da Macaca à série A do Campeonato Brasileiro. O júri entendeu que a invasão não passou de uma comemoração da torcida e livrou o clube de uma punição.

A confusão começou após o gol marcado pelo meia Renatinho, o quarto da Ponte Preta na partida, que garantiu a volta da Macaca à elite do futebol nacional. Quando o árbitro Antônio de Carvalho Schneider deu o apito final, vários torcedores ignoraram os alambrados do estádio Moisés Lucarelli e invadiram o campo para comemorar com os jogadores, o que normalmente daria uma multa pesada para a equipe.

O STJD, porém, acreditou que a atitude da torcida não teve intenção de ser violenta, mas apenas pela alegria do acesso. Assim, não foi cogitada nem a perda do mando de campo e a multa de R$ 100 a R$ 100 mil foi negada por unanimidade. Dessa forma, a Ponte Preta só terá que arcar com os prejuízos que a comemoração custou ao estádio, que chega perto dos R$ 20 mil.

Outra decisão que envolveu a Ponte Preta nesta semana foi a divulgação dos nomes que farão parte da diretoria do clube em 2012, depois da eleição realizada em novembro. Apesar de Sérgio Carnielli ter sido eleito para o cargo de presidente mais uma vez, Marcio Della Volpe, vice-presidente do clube, assumirá a função temporariamente, enquanto Carnielli responde pela acusação de contrato irregular com uma empresa de auditoria.