Publicado em: quinta-feira, 17/11/2011

Steve Jobs planejava acabar com o domínio das operadoras de telefone

O cofundador da Apple, Steve Jobs, que faleceu em 5 de outubro, trabalhou durante dois anos para descobrir como usar o espectro das redes Wi-Fi para criar a sua própria rede de celulares. Com isso, o objetivo do então executivo era conseguir se livrar da atuação das operadoras telefônicas. Quem divulgou essa informação foi o investidor da área de tecnologia, John Staton, que afirmou que Jobs fez o estudo anos antes de lançar o iPhone.

Durante um seminário nos Estados Unidos, Staton contou “Jobs queria tomar o lugar das operadoras. Ele e eu gastamos muito tempo falando sobre como criar uma rede de celulares usando o espectro do Wi-Fi. Isto era parte de sua visão”. Porém, ao invés de continuar investindo nessa idéia, Jobs lançou em 2007 a primeira versão do iPhone com exclusividade para a AT&T, uma das maiores operadoras dos Estados Unidos.

De acordo com Staton, o executivo desistiu da idéia de desenvolver a sua própria rede um pouco antes do lançamento do smartphone. Ainda assim, Jobs se dedicou em tentar acabar com o controle total das operadoras sobre aparelhos e serviços, pois continuou influenciando as empresas. Por mais que não tivesse a sua própria rede, Jobs conseguiu entrar em áreas que até então eram dominadas pelas operadoras.

Um exemplo é a App Store, a loja de aplicativos da própria Apple para o dispositivo móvel, e, com o sistema operacional iOS 5, equipado com o iMessage, a empresa conseguiu permitir a troca de mensagens gratuitas entre clientes da Apple.