Publicado em: segunda-feira, 31/10/2011

Steve Jobs encontrou uma brecha na legislação para dirigir carro sem placa

O cofundador da Apple, Steve Jobs, que faleceu em 05 de outubro, conseguiu perceber uma brecha na lei para ter a liberdade de dirigir carros sem placa cotidianamente. O executivo descobriu que a obrigatoriedade da placa era para carros com mais de seis meses de uso, ou seja, até esse momento não teria como alguém obrigar um dono de automóvel a inserir a placa. Para conseguir se beneficiar disso, Jobs fez um acordo com uma empresa de aluguel de carros para que ele pudesse sempre trocar de automóvel quando chegassem os seis meses.

Para não perder a sua própria característica com o carro, Jobs pediu que o modelo fosse sempre o mesmo, mas o veículo em si teria que ser um automóvel novo. O seu tradicional carro era um Mercedes prata. A informação veio do site iTWire, que conseguiu conversar com Jon Callas, funcionário da Apple em alguns momentos quando Jobs também trabalhava na empresa.

Outras informações curiosas sobre Steve Jobs vieram à tona após o lançamento da primeira biografia autorizada pelo próprio executivo e escrita por Walter Isaacson. De acordo com o autor, a explicação de Jobs para ter se disponibilizado em fazer o relato era que ele gostaria que seus filhos entendessem o motivo para ter ficado ausente em alguns momentos.

No Brasil, a biografia foi lançada em 24 de outubro, mas estava disponível em pré-venda nas maiores lojas autorizadas. Jobs morreu em consequência do desenvolvimento de um câncer pancreático contra o qual lutou por quase uma década.