Publicado em: segunda-feira, 10/10/2011

Steve Jobs: co-fundador da Apple deixou planos para os próximos quatro anos da empresa

O co-fundador da Apple, Steve Jobs, que faleceu na quarta-feira passada (05), deixou planos para os próximos quatro anos de desenvolvimento da empresa. Com o objetivo de preservar a companhia que ajudou a fundar, o ex-executivo pensou em atualizações para pelo menos quatro gerações do iPhone, iPad, iPod e MacBook. De acordo com informações publicadas pelo jornal Daily Mail, Jobs passou seu último ano pensando no futuro da Apple.

Outra iniciativa da principal figura da Apple foi ter se encontrado com membro da prefeitura de Cupertino, do estado da Califórnia, para encaminhar a aprovação do projeto que visa construir a nova sede da empresa. Batizado de ‘nave espacial’, a nova sede abrigaria cerca de 12 mil funcionários e com estrutura de 3,1 milhões de m². A localização deve ser próxima à atual sede da empresa e acionistas trabalharam junto com Jobs para garantir a aprovação do projeto.

A morte de Jobs aconteceu em decorrência de anos de luta contra um câncer pancreático, para o qual foi necessário um transplante de fígado. Quando diagnosticado, os médicos haviam informado que o co-fundador da Apple teria alguns meses de vida, mas o quadro se reverteu e foi possível lutar por quase nove anos.

Em 24 de agosto, Jobs renunciou ao seu cargo de principal executivo da Apple. Naquele momento, Jobs explicou que não estava mais em condições de cumprir com as expectativas e com as exigências da sua função. O próprio Jobs nomeou Tim Cook para substituí-lo. No dia anterior à sua morte foi apresentado o dispositivo iPhone 4S.