Publicado em: sexta-feira, 13/04/2012

Sony anuncia que demitirá 10 mil funcionários até final do primeiro trimestre de 2013

Sony anuncia que demitirá 10 mil funcionários até final do primeiro trimestre de 2013A empresa Sony, do setor de eletrônicos, anunciou ontem que deverá cortar 10 mil vagas de trabalho no período de 12 meses, até março de 2013. O objetivo, segundo o anúncio é reequilibrar as contas do grupo. A empresa tem ficado acuada devido à competição no mercado internacional. Isso tem diminuído as vendas de televisores e de produtos eletrônicos. Além desses problemas, as taxas para entrada nos Estados Unidos e o câmbio desfavorável atrapalharam o desempenho da empresa desde o ano passado.

Segundo a Sony, as perdas anuais para 2011-2012 chegam a somar 6,4 bilhões de dólares. O presidente Kazuo Hirai, disse que a empresa vai revisar as contas para reduzir custos fixos e uma das formas de fazer isso é diminuir a quantidade de trabalhadores no mercado. Esse já é o quarto ano em que a empresa apresenta números negativos. Segundo Hirai, diante desse resultado a empresa não tem outra saída a não ser cortando custos fixos.

Sony vai voltar a investir nos eletrônicos para o grande público

As demissões devem afetar 6% dos funcionários da Sony. A empresa não divulgou em quais filiais será feito os cortes, mas esse processo de reestruturação está sendo avaliado em 75 bilhões de ienes (925 milhões de dólares). A Sony já havia sofrido com a crise de 2008 e na época demitiu 16 mil pessoas, repassando trabalho para as subsidiárias. Segundo Hirai, sua missão é acertar a Sony sendo que um dos projetos é reforçar o centro da empresa que são os eletrônicos voltados ao grande público, como é o caso dos televisores.

Hirai disse que essa é a atividade central da empresa e precisa de reforço. Segundo ele, esse setor está deficitário há mais de oito anos em função dos novos lançamentos da marca, no entanto ele ainda é essencial para a empresa e por isso receberá mais atenção a partir de agora.