Publicado em: sexta-feira, 02/09/2011

Soldados são excluídos da FAB após morte de mulher em quartel

Nesta sexta-feira (02) a Força Aérea Brasileira (FAB) anunciou a exclusão dos três soldados que estavam envolvidos com a morte de uma mulher dentro de um quartel da FAB no Recife. O incidente em que os militares participaram resultou no falecimento da cabeleireira Monique Valéria de Miranda Costa, de 20 anos, durante a madrugada do dia 7 de agosto. Com a divulgação de uma nota, a Aeronáutica disse que a decisão foi tomada depois da conclusão do inquérito da Policia Militar que apurou o ingresso de pessoas não autorizadas em áreas militares.

Os três soldados também devem responder a processos judiciais nas justiças Militar e Civil. Os militares foram desligados da corporação ainda nesta quinta-feira (1°), eles tiveram que entregar suas fardas e suas identificações à Aeronáutica.

A vítima morreu depois de ser atingida por um tiro de pistola dentro do um quarto do hotel de trânsito de oficiais, no Parque de Material Aéronautico, que fica em Pernambuco, no Recife. A bala foi disparada acidentalmente por uma das duas amigas que estavam com Monique no local.

A arma do crime pertencia a um dos militares, que havia emprestado para as mulheres tirarem fotos com a pistola. As fotos foram localizadas nos aparelhos celulares das envolvidas. A Polícia Civil da região abriu um inquérito para investigar o crime, os três militares envolvidos e a autora confessa do disparo devem ser indiciados por suposto homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. E respondem ainda por suposta fraude processual, quando se altera a cena do crime.