Publicado em: terça-feira, 11/02/2014

Sochi 2014: Leandro Ribela comemora participação no cross-country nos Jogos de Inverno

Leandro Ribela comemora participação no cross-country nos Jogos de InvernoO brasileiro Leandro Ribela terminou na modesta 80ª colocação no cross-country dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, na Rússia, disputado no Complexo Laura de Biatlo e Esqui. A prova de sprint, de 1,2km de distância, contou com 86 participantes no total e apesar de sua classificação, o atleta festejou o desempenho. Somente os 30 primeiros colocados passavam para a fase final.

O melhor tempo da prova de esqui cross-country foi de Ola Vigen Hattestad, atleta da Noruega, que fez o percurso em 3m28s35. Leandro Ribela, por sua vez, fez o tempo de 4m21s12. A intenção do paulista era cumprir os objetivos estabelecidos por ele próprio, finalizando o percurso e chegando aos seus limites físicos, até com respiração ofegante no fim.

Atualmente, com 33 anos completados, o atleta acumula recordes e títulos na categoria, em competições pela América do Sul. O brasileiro estreou nos Jogos Olímpicos de Inverno em 2010, na cidade de Vancouver, no Canadá, quando ficou na décima posição. Durante cinco anos em sua carreira, chegou a praticar mais de uma atividade, mas desde quando começou a receber apoio da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN), iniciou a carreira para se dedicar exclusivamente ao esqui cross-country.

Ex-instrutor de esqui alpino, Ribela teve uma experiência de trabalho nos Estados Unidos, antes de virar atleta profissional nos esportes sobre a neve. O brasileiro iniciou a prática esportiva no gelo quando era bastante jovem, ainda aos 12 anos de idade.

Atleta se satisfaz com sua performance na prova de sprint do cross-country

Conforme desejava, Leandro Ribela conseguiu terminar a prova de sprint do esqui cross-country em seu limite físico. O atleta disse, em entrevista ao canal Sportv, após a competição, que foi uma disputa difícil, entretanto se disse satisfeito com seu desempenho, conseguindo executar tudo o que fora planejado antes da disputa.