Publicado em: sábado, 28/01/2012

Sobreviventes do cruzeiro Costa Concordia entram com ação contra empresa

Nesta sexta-feira, dia 27 de janeiro, seis sobreviventes do navio italiano Costa Concordia, que naufragou na ilha de Gilgio no dia 13 de janeiro, entraram com uma ação contra a empresa administradora da embarcação, a Carnival Corporation e sua filial Costa Cruise Lines. A ação foi feita em Miami e os passageiros do navio naufragado pediram uma indenização de pelo menos 460 milhões de dólares.

O advogado dos sobreviventes, Marc Bern, afirmo a AFP que a ação foi apresentada na cidade de Miami, nos Estados Unidos, onde a empresa Carnival Corporation, maior do ramo de cruzeiros, possui sua sede. Os passageiros que quiseram entrar com a ação residem em Nova York, Flórida e dois deles moram na Itália. A ação afirma que a empresa foi negligência quando a embarcação chocou-se nas rochas, colocando em risco as mais de quatro mil pessoas a bordo.

Devido à angústia que sofreu, o grupo está solicitando uma compensação em dinheiro de 10 milhões de dólares em nome dos seis sobreviventes e mais 450 milhões de dólares em decorrência dos danos sofridos. Os representantes da Carnival Corporation ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

A organização italiana ADOC, integrada pelo Comitê de Náufragos do Concordia, afirmou que os passageiros do navio Costa Concordia irão receber uma indenização de aproximadamente 14 mil dólares. O acordo irá indenizar cerca de três mil sobreviventes. Até o momento, as buscas seguem para encontrarem os 16 desaparecidos. Nove dos 16 corpos que foram encontrados no navio foram identificados.