Publicado em: sábado, 27/08/2011

Sobe para 19 número de mortos em atentado contra sede da ONU na Nigéria

O balanço de mortos com o ataque suicida desta sexta-feira (26) contra o escritório da ONU na Nigéria subiu para 19, sendo que até então acreditava-se que haviam sido 18. A sede das Nações Unidas estava inslatada na cidade de Abuja. Logo após o atentado, um homem que se diz ser porta-voz do grupo terrorista islâmita Boko Haram reivindicou o ataque. O atentado foi de caráter suicida, pois um carro-bomba foi detonado com o autor do crime dentro do veículo.

Antes de detonar os explosivos, o autor do crime conseguiu passar por dois sistemas de segurança do escritório. O novo balanço das vítimas foi feito após o porta-voz da Agência Nacional de Emergências (Nema), Yushau Shuaib, junto a outras equipes da Nema, visitar os hospitais onde estão internadas as vítimas. Depois de ter declarado que “confirmamos 19 mortes”, o porta-voz também ressalta que o balanço do número de vítimas pode piorar.

Ao ser divulgada a informação sobre o atentado contra a sede da ONU na Nigéria, o secretário-geral da Organização, Ban Ki-Moon, declarou que condena esse tipo de atitude contra quem dedica a sua própria vida para ajudar a melhorar a dos outros. Antes de iniciarem um debate sobre medidas para instaurar a paz mundial, representantes da ONU fizeram um minuto de silêncio.

Além do secretário-geral, o Papa Bento XVI enviou um telegrama ao presidente do país, Goodluck Jonathan. Na mensagem, o Papa afirma que “aos que escolhem a morte e a violência, peço que escolham a vida e o diálogo.”