Publicado em: quinta-feira, 01/08/2013

Snowden recebeu documentos e pode deixar aeroporto

Snowden recebeu documentos e pode deixar aeroportoO estadunidense Edward Snowden, ex-agente de serviços de inteligência dos Estados Unidos da América acusado de revelar dados secretos do governo conseguiu obter um asilo temporário no país onde está desde preso na área de transito do aeroporto, há mais de um mês, na Rússia.

O jovem fugitivo Edward Snowden, de 30 anos de idade deixou o aeroporto de Cheremetievo na capital russa, Moscou nesta quinta-feira, dia 1º de agosto. De acordo com o advogado que o representa, Anatoli Kutcherena o jovem recebeu um tipo de documento que prova que ele tem a concessão de um asilo temporário que tem um ano de duração para ficar na Rússia.

De acordo com seu advogado, Snowden vai ficar em um local seguro e não poderá ser revelado seu endereço. Já para os Estados Unidos da América, o rapaz continua sendo um foragido da justiça e o país garante que se ele retornar ao país não será dada a ele a pena de morte por seu crime.

O ex-agente é ainda exigido por Washington em troca de ameaças de estremecimento em relacionamento contra o país que abrigar Snowden, a Justiça estadunidense acusa o rapaz de atuações em espionagem, por ele ter divulgado a público que existe um tipo de sistema apoiado pelo governo do país na realização de vigilância em âmbito mundial através de dados de comunicações entre telefonemas e mensagens da web.

Estas denúncias que o ex-agente da NSA fez a respeito da espionagem autorizada estadunidense chocou tanto a própria comunidade do país quanto a internacional e tem se desdobrado em diversas ações mundo afora.

EUA versus Rússia

Os EUA exigem a extradição de Snowden e esta situação aprofundou as já existentes tensões e entre os dois países, que já estavam a flor da pele principalmente com as questões da guerra da Síria, as recentes críticas estadunidenses contra a Rússia em âmbito de direitos humanos, entre outros.

Yuri Ushakov, assessor de relações exteriores do presidente russo até fez uma tentativa em minimizar os impactos nas relações entre Moscou versus Washington, para ele esta questão não é tão significativa para impactar em relações políticas.