Publicado em: terça-feira, 16/07/2013

Snowden pede hoje asilo político oficialmente à Rússia

Snowden pede hoje asilo político oficialmente à RússiaO jovem Edward Snowden, ex-consultor de um dos setores da inteligência norte-americana, está bloqueado a cerca de quase um mês na zona de transferência de um dos aeroportos da cidade de Moscou, na Rússia.

Hoje, terça-feira, dia 16 de julho Snowden fez um solicitação oficial de asilo político provisório à Rússia, de acordo com Anatoli Kutcherena, um advogado russo que tem mantido contato com o fugitivo de Washington.

De acordo com o advogado Kutcherena, que é um dos membros da câmara civil que é um dos órgãos de consultoria que são próximos de Kremlin, o pedido do jovem foi enviado para as autoridades da Rússia, nas mãos de um dos representantes dos serviços de migrações. O advogado apontou que está sempre em contato, ele acabara de estar em conversa direta com Edward Snowden na aera de transferência do aeroporto e também na última sexta-feira.

Na sexta-feira, dia 12 de julho, houve a organização de um encontro entre o fugitivo com 13 das personalidades da Rússia, como Kitcherena. Durante esta reunião entre eles o ex-técnico da NSA Snowden afirma o objeto de ir viver em um dos países da América Latina. Região do mundo onde três países lhe ofereceram asilo político definitivo, como a Bolívia, Nicarágua e Venezuela, e o aguardam de portas abertas.

Porém, as autoridades russas dizem não ter recebido das autoridades destes três países da América Latina nenhum tipo de solicitação oficial em relação a Edward Snowden. Hoje, um dos membros do Serviço de Imigração disse não poder comentar a situação até o momento.

Segundo a legislação russa fundamenta assim que Snowden entrar com este pedido de asilo provisório no Serviço Federal de Imigração terá um documento em mãos que dará permissão legal para viver no país até que se faça a análise de seu processo.

A análise deverá ser feita por dois órgãos russos, o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Serviço Federal de Segurança (FSB, ex-KGB) e a Imigração, se tiver resultado positivo o presidente do país, Vladimir Putin, assina e passa a vigor, se negativa, Snowden recorre a tribunais na própria Rússia.