Publicado em: terça-feira, 02/07/2013

Snowden pede asilo ao Brasil, mas Itamaraty ignora

Snowden pede asilo ao Brasil, mas Itamaraty ignoraEdward Snowden. O homem que revelou o programa secreto de espionagem norte-americana, pediu asilo a 21 países de vários continentes. Ele está vivendo na área de trânsito do aeroporto de Moscou, na Rússia, desde 23 de junho. O presidente Barack Obama está se esforçando para limpar o estrago à imagem do governo americano, causado pelas denúncias. A reação mais forte foi do presidente da França, François Holland. Ele diz que a espionagem ameaça até as negociações comerciais entre Estados Unidos e Europa.

No início desta terça-feira (2), o Ministério das Relações exteriores se manifestou por meio da assessoria de imprensa. O comunicado confirma o recebimento do pedido de asilo político, mas indica que o Itamaraty não tem intenção de responder a solicitação. À procura pelas autoridades americanas, Snowden pode pegar prisão perpétua ou pena de morte por revelar o programa secreto do país.

Até agora, o Equador foi o único país que aceitou receber o ex-agente da CIA. Entretanto, é difícil dizer como o ativista político chegará ao país. Preso no aeroporto russo, Edward não consegue pegar nenhum voo, pois seu passaporte foi cancelado pelo governo americano, e também não possui visto para ficar em Moscou.

A revelação revelou um grande programa de espionagem do governo norte-americano. O governo rastreou e acessou emails pessoais da população. Milhares de usuários tiveram seus perfis nas redes sociais ‘invadidos’ legalmente, por meio de ordens judiciais. A informação foi publicada pelo jornal britânico “The Guardian” e pelo “Washington Post”. O governo tenta justificar. Diz se tratar de um programa de combate ao terrorismo na internet, para prevenir incidentes, como o último da maratona de Boston.

Entretanto, as informações de Snowden revelam que os EUA tinham por objetivo a espionagem da União Europeia e outros países, o que deixou todos os líderes europeus em alerta.