Publicado em: terça-feira, 16/07/2013

Snowden estaria encurralado no aeroporto de Moscou

Snowden estaria encurralado no aeroporto de MoscouVladimir Putin, presidente da Rússia, fez a acusação no início desta segunda-feira (15) aos Estados Unidos. De acordo com o presidente, o ativista Edward Snowden teria sido encurralado, ilhado no aeroporto de Moscou. Segundo informações de agências internacionais, o presidente acusa os EUA de ter intimidado os países que poderiam receber o delator dos crimes de espionagem do governo americano.

As lideranças russas estão sendo pressionadas desde que Snowden ficou no limbo legal, no terminal do aeroporto internacional. O ex-agente da CIA teve seu passaporte cancelado e não pode viajar para os países que aceitaram dar asilo político – Equador, Bolívia, Nicarágua e Venezuela. Jay Carney, porta-voz da Casa Branca, intimidou as autoridades russas, a quem acusa de facilitadoras de propagandas sobre o caso. Há mais de três semanas vivendo no aeroporto, o ativista foi entrevistado por diversas agências de notícias e o caso ganha proporções maiores a cada dia que passa.

Snowden teria pedido asilo político à Rússia. Entretanto, os governantes só aceitariam caso o ativista deixasse de publicar novas informações sobre o programa de espionagem PRISM – onde inclusive há informações sobre espionagem no Brasil, desde 2001. O ex-agente não aceitou. Agora, ele parece ter mudado de ideia. Mais uma vez, pedirá asilo ao país em que se encontra. O que fez ele mudar de ideia está relacionado ao sucesso do governo americano na intimidação da União Européia e América Latina. Nesta segunda-feira, Putin afirmou que o agente chegou ao país sem ser convidado e que partirá o quanto antes possível.

No novo pedido de asilo, Snowden concordará com a solicitação de não publicar novos conteúdos sobre o programa de espionagem, enquanto estiver em território russo. A intenção é ganhar tempo para conseguir viajar à um dos países que lhe ofereceram asilo permanente. Durante a manhã de hoje, Snowden enviou e-mails para organizações de direitos humanos, pedindo uma reunião no terminal. Ele conseguiu.

Os representantes da Anistia Internacional e da Human Rights Watch ouviram os depoimentos. O evento foi coberto pela imprensa internacional. Snowden acusa os EUA também da violação de direitos humanos, na tentativa de buscas asilo político, direito garantido na carta das Nações Unidas.