Publicado em: quarta-feira, 26/06/2013

Snowden continua em aeroporto na Rússia

Snowden continua em aeroporto na RússiaA Rússia tem rejeitado qualquer tipo de ameaça ou pressão norte-americana que tente obrigar a entregar o técnico que é acusado por Washington de ser espião e pediu ao Equador asilo político, Edward Snowden, que neste momento se abriga na zona de trânsito em um aeroporto na cidade de Moscou.

O presidente da comissão das Relações Exteriores da Duma, que atua na Câmara baixa do Parlamento Russo, Alexei Pushkov, usou a rede social Twitter para expor a opinião ao mundo, onde escreveu que não adianta de nada os EUA ameaçar a Rússia ou a China, neste caso do jovem Snowden, pois não influenciará em nenhum resultado.

Já foi enviado ao governo russo o pedido de extradição do considerado espião pelo governo dos Estados Unidos da América, Snowden, um rapaz de 30 anos de idade. Ele chegou de avião no país russo, no aeroporto de Moscou no último domingo, vindo da China, mais precisamente Hong Kong.

John Kerry, secretário de estado norte-americano avisou, ou melhor, ameaçou, Moscou e Pequim que proteger ou não ajudar na detenção de Snowden causará consequências entre eles e os Estados Unidos em suas relações.

O paradeiro do ex-tecnico e consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana ficou sem destino por algumas horas, até que Vladimir Putin, o presidente da Rússia declarou a confirmação de sua presença na zona de trânsito do aeroporto de Moscou e afirmou não ter intenção alguma de entregar o rapaz para Washington.

Ele estava em Hong Kong desde maio, mesmo antes de entregar vários documentos a respeito do grande programa de executado de espionagem da NSA no próprio país. Snowden fica nesta área do aeroporto, pois ele não tem um documento de viagem que seja considerado válido em qualquer parte do mundo, pois Washington teve o poder de revogar seu passaporte.

Sem ser visto em público até agora, ele aguarda o retorno de um pedido que fez ao Equador de asilo político.