Publicado em: terça-feira, 14/01/2014

Site do Prouni fica fora do ar no primeiro dia de inscrições

Site do Prouni fica fora do ar no primeiro dia de inscriçõesO site do Programa Universidade Para Todos, conhecido pela sigla Prouni, passou por problemas técnicos e ficou fora do ar no primeiro dia de inscrições. No período da noite, perto das 20 horas, o site não abria para nenhum usuário. Um portal da internet realizou um teste, com tentativa de acesso às 21h30, o site permanecia fora de funcionamento. Muita gente usou o Twitter para reclamar por não conseguir se inscrever, afirmando que estava muito difícil conseguir acessar o site, impossibilitando a inscrição dos candidatos às vagas do sistema.

Através de sua assessoria de comunicação, o Ministério da Educação informou que se tratava de um problema enfrentado com o provedor do portal, que estaria sendo resolvido em breve, na expectativa de que o site voltasse a funcionar o quanto antes. A assessoria ainda informou que não haveria nenhum problema com o banco de dados dos estudantes e os candidatos que já haviam confirmado sua inscrição não seriam prejudicados pelo problema no provedor.

Na edição 2014 do Prouni, estão sendo oferecidas quase 192 mil bolsas, em mais de 1.110 instituições privadas de ensino superior. Isso representa uma total 131 mil bolsas integrais, com isenção total das despesas e ainda outras 60 mil bolsas parciais, com descontos nas mensalidades. Em comparação ao primeiro semestre do ano de 2013, o número de bolsas ofertadas aumento cerca de 18%. As inscrições tiveram início nesta última segunda feira, dia 12 de janeiro, e seguem até às 23h59 de sexta, dia 17 de janeiro, somente no site do programa.

Até as 20 horas do primeiro dia, mais de 420 mil candidatos já haviam se inscrito no Prouni, conforme um balanço divulgado pelo próprio MEC. As inscrições já somam mais de 805 mil, já que os estudantes podem concorrer em até duas opções de curso. Somente quem ainda não tem diploma de curso superior pode se inscrever no Prouni, o estudante precisa apenas ter feito a prova do Enem 2013 e conquistado uma nota mínima de 450 pontos, além de não ter zerado na redação. É preciso ainda que tenha cursado o ensino médio em rede pública ou com bolsa na rede privada.