Publicado em: quinta-feira, 11/11/2010

Silvio Santos pode vender parte de banco

O afundamento em dívidas do Banco Panamericano, instituição financeira de Sílvio Santos, pode obrigar o apresentador a vender suas ações para salvar suas finanças.

De acordo com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, para pagar o empréstimo de R$ 2,5 bilhões feito pelo Panamericano junto ao Fundo de Garantidor de Créditos (FGV), o Grupo Sílvio Santos poderá ter de vender o controle do banco para saldar a dívida.

O Panamericano anunciou o empréstimo junto ao FGV na noite de terça-feira, após um balanço da instituição apontar para um desempenho ‘inflado’ das finanças. Como garantia de empréstimo, Sílvio Santos colocou o próprio Panamericano, além de sua emissora, o SBT, o Baú da Felicidade e outras 44 empresas.

O Banco Central calcula que mesmo com a venda do Panamericano o rombo causado pelo banco seria de aproximadamente R$ 900 milhões. Desde 2009, a Caixa Econômica Federal controla 45% das ações do Panamericano, mas o governo descartou a hipótese de injetar dinheiro público para salvar o banco.