Publicado em: domingo, 11/05/2014

Sigilo bancário e telefônico de Eike Batista foram quebrados após bloqueio de seus bens

Sigilo bancário e telefônico de Eike Batista foram quebrados após bloqueio de seus bensNessa sexta-feira (9), o empresário Eike Batista teve a quebra de seus sigilos bancários e telefônicos. Essa decisão foi divulgada pela 3ª Vara de Justiça Federal, e está ligada com a medida que foi tomada essa semana, do bloqueio de seus bens, no valor de R$ 122 milhões, isso ocorreu por decisão do Ministério Público Federal. Este valor foi obtido por meio de duas operações de vendas de ações no ano passado.

Além disso, ainda houve uma solicitação de um mandado de busca e apreensão para a casa do empresário, mas foi negado pelo juiz Flávio Roberto de Souza 3ª Vara de Justiça Federal. Eike Batista ainda possui outras duas ações na mesma que vara mas estão sob segredo da justiça.

Em nota

A assessoria de imprensa da EBX divulgou uma nota informando que, de acordo com a comunicação feita pela Secretaria da 3ª Vara Federal, não foi feito nenhum pedido de busca e apreensão: “Consequentemente, não sendo realizada qualquer diligência com esse fim. Já em relação à ordem da quebra de sigilo bancário e fiscal, a decisão esteve de acordo com o propósito que foi reiterado de exibir aos órgãos judiciários, ao Ministério Púbico e a todos os interessados a regularidade de desses elementos, tanto assim que a defesa não interporá qualquer recurso dessa decisão.

No momento oportuno, a própria defesa irá pedir a verificação de todas as operações bancárias, bem como de todas as informações prestadas à Fazenda. O assunto será discutido novamente assim que os advogados tiverem vista do processo judicial, o que, ainda não aconteceu”. Ainda essa semana, a Justiça Federal do Rio de Janeiro exigiu o sequestro de R$ 122 milhões do empresário. O advogado de Eike Batista, Sérgio Bermudes confirmou a informação, ele afirmou que o empresário não foi intimado a dar esclarecimentos à Justiça.