Publicado em: terça-feira, 23/10/2012

Sete marcas de TV de plasma pagarão multa que somada chega a R$ 5 milhões

Sete marcas de TV de plasma pagarão multa que somada chega a R$ 5 milhõesSete grandes empresas que fabricam TVs levaram multas que somaram de R$ 5 milhões por propaganda enganosa em televisões de plasma.

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) puniu as sete devido a uma denúncia feita ao Ministério Público do Rio de Janeiro em 2006.

Durante o período, os clientes não recebram o aviso que os televisores de plasma só exibiam imagens com qualidade igual a que viam no ponto de venda caso tivessem sinais digitais. A primeira transmissão nesse formato, só aconteceu no final do ano seguinte. Para mascarar esta limitação, nas demonstrações dos aparelhos, eram utilizados DVDs, ao invés de canais abertos.

Outra falta de informação era sobre a não informação sobre o efeito “burn in”, que os aparelhos após ligados por um tempo, congelavam a imagem, o que fazia que manchas surgissem na tela.

As empresas foram as responsabilizadas por veiculação de propaganda enganosa por serem os fornecedores dos produtos. A multa variou de forma proporcional entre as vendas que ocorreram entre o tempo que as empresas foram denunciadas e o começo da investigação, no ano de 2010.

A empresa que mais terá que pagar será a LG (R$ 1.857.813), logo após está a Samsung (R$ 908.886), depois a Sony (R$ 900.000), a Panasonic (R$ 788.916), a Philips (R$ 287.268), a Gradiente (R$ 239.724) e a Semp Toshiba (R$ 25.476). O DPDC diz que poderia multar as empresas em até R$ 6 milhões, mas para eles essa multa é mais psicológica, pois os clientes vão atrelar o prejuízo que as empresas tiveram por causa dessa situação.