Publicado em: sexta-feira, 14/03/2014

Sete estados brasileiros receberão investimentos do PAC da Mobilidade Urbana

Sete estados brasileiros receberão investimentos do PAC da Mobilidade UrbanaA presidente Dilma Rousseff fez o anúncio oficial, nesta quinta-feira (13), do repasse de R$ 3,8 bilhões para investimentos na área da mobilidade urbana em 7 estados. Os recursos são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e, do total, R$ 2,2 bilhões serão do Orçamento Geral da União (OGU) e o restante de financiamentos públicos com juros subsidiados.

Vão receber as verbas os estados da Paraíba, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Rio Grande do Norte, Goiás e Distrito Federal. Tais investimentos fazem parte dos R$ 143 bilhões já previstos para o PAC da Mobilidade Urbana. O anúncio oficial aconteceu no Palácio do Planalto.

Durante o evento, a presidente criticou a falta de investimentos em metrôs durante as décadas de 80 e 90, causando o que ela classificou como um atraso histórico, e que faz parte da herança de gestões anteriores. Segundo Dilma Rousseff, é necessário que haja grandes investimentos para que o tempo perdido seja recuperado. Para ela, é necessário que seja evitado um atraso igual em mobilidade urbana nas cidades médias.

Verbas por estado

No distrito Federal serão aplicados R$ 1,590 bilhão para os trabalhos do BRT Eixo Norte e metrô, incluindo a aquisição de composições e VLT, além de subsidiar novos projetos para os modais de mobilidade. Em Goiás, serão destinados R$ 535,4 milhões para a prefeitura de Goiânia investir nas obras do BRT Norte e Sul, além de seis corredores de ônibus, e outros R$ 10,01 milhões para apoio aos projetos de mais 19 corredores e quatro terminais de ônibus.

No estado do Rio Grande do Norte serão investidos R$ 300 milhões para o BRT de Natal e a construção de um VLT. Já no Maranhão serão R$ 245,1 milhões para obras. O estado de Tocantins receberá R$ 466,1 milhões para obras de BRT, corredores e terminais, além de investimentos tecnológicos no transporte publico.

Foi disponibilizado para o Mato Grosso do Sul o montante de R$ 72,8 milhões para elaboração de projetos e aquisição de equipamentos. A Paraíba terá acesso a R$ 566,8 milhões para o VLT Metropolitano, novas vias, corredores de ônibus e binários.