Publicado em: segunda-feira, 05/03/2012

Serra comete gafe em programa apresentado por Boris Casoy

O pré-candidato do PSDB se equivocou durante entrevista e disse que o completo do Brasil é Estado Unido do Brasil, quando, na verdade, o país se chama República Federativa do Brasil. A mudança ocorreu no final dos anos 60, no governo Costa e Silva. A gafe foi cometida durante o “Jornal da Band” na noite da última quinta-feira (1). Serra já foi candidato à Presidência em 2002 e em 2010, quando foi derrotado por Lula e por Dilma Rousseff.

Serra estava respondendo algumas perguntas do apresentador Boris Casoy sobre a crise econômica na Europa, quando o tucano falou que o nome completo do Brasil é Estados Unidos do Brasil. Serra começou dizendo que o Brasil se chama Estados Unidos do Brasil e que os Estados Unidos se chamam Estados Unidos da América. Ao falar isso, Serra foi corrigido por Boris Casoy que o avisou que o nome do Brasil mudou e agora se chama República Federativa do Brasil. O tucano, então, emendou e disse que federação é parecido.

Segundo o portal da Câmara dos Deputados, a mudança aconteceu em 1968 durante o regime militar. O nome oficial passou de “Estados Unidos do Brasil” para “República Federativa do Brasil”, o que foi confirmado pela Lei nº 5.389, de 22 de fevereiro de 1968.

Adversários aproveitam gafe de Serra

Depois da gafe cometida por Serra, seus adversários se aproveitam para ironizar. Em visita à Zona Leste de São Paulo, o pré-candidato petista à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, não deixou de explorar a gafe do pré-candidato. Ao ser questionado pelos jornalistas sobre declarações de Serra sobre o fato de o governo de Dilma Rousseff ainda não ter “deslanchado”, Haddad disse: “eu não sou candidato dos Estados Unidos do Brasil. Talvez ele esteja se referindo a outro país, não à República Federativa do Brasil.”