Publicado em: domingo, 09/03/2014

Senadores dos EUA pedem que Fifa exclua Rússia da Copa

Senadores dos EUA pedem que Fifa exclua Rússia da CopaUma carta foi enviada ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, nesta última sexta feira. O documento foi redigido por dois senadores americanos, que solicitam à federação que a Rússia seja suspensa da entidade como um país membro. Isso iria, inclusive, impedir que a seleção russa estivesse disputando o título da Copa do Mundo deste ano, disputada no Brasil. Além disso, a suspensão da Rússia como país membro ainda prevê a retirada do direito de sediar o torneio mundial no ano de 2018.

Os senadores Mark Kirk e Dan Coats assinaram juntos o documento, conforme informou o jornal The Wall Street Journal. A carta ainda cita os estatutos da Fifa, que determinam, por exemplo, a proibição de discriminação contra qualquer país com base na origem étnica ou política da nação discriminada. O texto aborda a situação da Criméia, na Ucrânia, recentemente tomada por soldados russos. O caso é destacado como exemplo de violação à soberania de outro país por parte da Rússia, mesmo que ela se baseie no argumento da destituição do presidente ucraniano.

Os dois senadores que assinam a carta ainda relembram como caso precedente a decisão da entidade de punir a Iugoslávia com suspensão em 1992, resultando a exclusão do país da disputa da Eurocopa, assim como das eliminatórios para a Copa do Mundo de 1994. O documento traz a afirmação dos parlamentares dirigida diretamente à Blatter, afirmando que desde o momento em que a Rússia agiu com falta de respeito aos princípios fundamentais da Fifa, infringindo ainda direitos internacionais, seria de acordo que a entidade proibisse à Rússia a honra de sediar a Copa do Mundo ou mesmo participar dela.

No mundial deste ano, a Rússia integra o grupo H, ao lado de países como Coreia do Sul, Bélgica e Argélia. Dependendo do posicionamento de suas chaves, nas oitavas de final, Rússia e Estados Unidos podem vir a se enfrentar em campo.