Publicado em: segunda-feira, 05/03/2012

Senador americano quer investigação sobre Android e Apple

O senador democrata Charles Schumer solicitou à Comissão Federal do Comércio (FTC, na sigla em inglês) a investigação de relatos de que aplicativos para os sistemas móveis da Apple e do Google têm roubado fotos particulares e contatos, publicando-os em seguida na internet sem o consentimento do usuário.

O pedido do democrata vem logo após a fabricante do iPhone ter ajustado suas políticas de privacidade no mês passado, devido a fortes pressões de legisladores. A distribuição de aplicativos de terceiros para os aparelhos iPhone e outros aparelhos que rodam o sistema Android, do Google, tem ajudado a criar uma forte demanda para estes dispositivos nos últimos anos.

Preocupação inicial

Entretanto, Schumer declarou ontem, domingo (4), que está preocupado com uma reportagem do New York Times de que aplicativos do iPhone e do Android tem a possibilidade de acessar o álbum particular de fotos dos usuários. Ele também mencionou uma descoberta, no mês passado, de que aplicativos nestes dispositivos eram capazes de carregar toda a agenda do aparelho para seus próprios servidores, com nomes, números de telefones e e-mails.

“Estas utilizações vão muito além do que um usuário compreende estar consentindo quando permite que o aplicativo acesse dados no telefone para propósitos de sua funcionalidade”, afirmou Schumer em uma carta à FTC.

O parlamentar democrata afirmou ainda compreender que muitos desses usos estão violando os termos de serviço das plataformas da Apple e do Android. Ele declarou “não estar claro se e como estes termos de serviço estão sendo aplicados e monitorados”.

Como consequência, de acordo com ele, “fabricantes de smartphones devem ser obrigados a colocar em prática medidas de segurança para garantir que aplicativos de terceiros não sejam capazes de violar a privacidade do usuário”.