Publicado em: domingo, 11/05/2014

Sem ligar para rótulos, Tony Ramos diz ser uma pessoa comum

Sem ligar para rótulos, Tony Ramos diz ser uma pessoa comumO ator Tony Ramos é símbolo de bom moço e de pessoa politicamente correta. Em 2014, ele completa 50 anos de carreira e diz que não é um “santinho”, mas sim uma pessoa comum. Tony conta que fala palavrões, toma seu uísque e seu casamento de 43 anos não deve ser motivo de exemplo porque são coisas da vida.

A diferença é que Tony não faz xingamentos publicamente porque considera que isso não é um direito. Torcedor do São Paulo, ele diz que fica doido quando seu time é roubado. Ele diz que elegância é entender que nem todas as pessoas receberiam um palavrão dito em público de forma tranquila. Por isso, Tony respeita o público.

Mesmo mostrando seu comportamento sensato e pra lá de educado, Tony Ramos diz que não é arauto do bom mocismo. O que ele faz é defender a ética, delicadeza e elegância. Ele diz que seu casamento não exemplo pra ninguém porque cada um encontra a felicidade de uma maneira e há aqueles que a encontrem somente na oitava vez que se casar.

Tony Ramos mostra que não é contra nenhum forma de amor. Ele considera o casamento gay uma possibilidade de pessoas do mesmo sexo poderem viver juntas de forma legal. Além disso, ele também não se prende à religiões. Tony diz que conhece muita gente que não crê em Deus e possui caráter mais louvável do que um cristão.

O ator tem um casal de netos, o Henrique e a Gabriela. Ele diz que curta a presença das crianças na medida do possível, conforme as agendas tanto dele quanto dos netos tenham tempo livre. Tony conta que gosta de brincar com eles e também de fazer cachorro-quente, além de ter um papo gostoso.

Na opinião de Tony, é até bonitinho ver as crianças cheias de máquinas na mão. Mas, que é necessário ter um tempo para viver sem isso. Na casa do vovô ninguém se senta à mesa com um smartphone ou um Ipad nas mãos. Ele preserva os momentos de reunião em família principalmente nas refeições.