Publicado em: terça-feira, 28/02/2012

Segundo WikiLeaks, Hugo Chávez teria entre um a dois anos de vida

Médicos cubanos e russos teriam confirmado que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, teria somente um ou dois anos de vida em decorrência do câncer. A avaliação teria sido feita em junho de 2011, e veio a público devido a um documento que vazou pelo WikiLeaks. Os documentos, segundo a EFE, foram publicados em jornais da Espanha, como o “El País” e o “Público”.

O WikiLeaks garante que teve acesso a milhões de e-mails da Stratfor Global Intelligence, companhia privada de segurança e inteligência, e, de acordo com as informações que vazaram, os profissionais de saúde de Cuba deram a Hugo Chávez apenas mais dois anos de vida, e os russos, menos de um. Em um e-mail datado no dia 5 de dezembro e enviado para George Friedman, fundador da companhia, o funcionário Reva Bhallas diz sobre uma fonte “que trabalha com Israel” e que teria revelado dados sobre a saúde do presidente venezuelano ditos pela equipe médica da Rússia.

Chávez luta contra nova lesão

Mesmo com os rumores sobre uma possível data prevista de sua morte, na última sexta-feira, Hugo Chávez retornou a Cuba para ser submetido a uma nova cirurgia. Desta vez, o presidente da Venezuela foi diagnosticado com uma lesão na mesma região em que retirou um tumor cancerígeno em junho do ano passado. Chávez passará por exames e uma cirurgia.

Antes de embarcar para a ilha cubana, o presidente venezuelano recebeu o apoio de seus admiradores em seu país e diz estar confiante tanto para a doença como também para as próximas eleições. Assim que retornar a Venezuela, Hugo Chávez pretende voltar à campanha eleitoral na busca por mais uma vitória para a presidência e mais um mandato no país.