Publicado em: terça-feira, 28/10/2014

Segundo Presidente do Partido dos Trabalhadores próximo Ministro da Fazenda pode ser de uma legenda diferente

Segundo Presidente do Partido dos Trabalhadores próximo Ministro da Fazenda pode ser de uma legenda diferenteApós Dilma Rousseff ter sido reeleita, Rui Falcão, presidente do Partido dos Trabalhadores, declarou que o Ministro da Fazenda pode ser de outra legenda, segundo ele o PT não se opõe ao fato de que o futuro ocupante da pasta faça parte de outro partido, em entrevista concedida na sede do PT, Falcão declarou ainda que o partido, ainda que seja o mesmo da presidente, não tem o poder de controle sobre o governo, assim como o governo não faz imposições à legenda.

Rui declarou ainda que é totalmente natural que o partido saiba à respeito sobre quem irá ocupar a pasta e que caso este fosse de outro partido, mas que estivesse de acordo com as diretrizes do governo de Dilma, o partido não criaria oposição, Facão disse ainda que embora o partido tenha preferência por alguém que faça parte da legenda, o fundamental é que os padrões que são mantidos na economia do país sejam respeitados.

O presidente do partido ainda foi indagado se teria conversado com a presidente Dilma à respeito de quem ocupará a pasta e se este escolhido seria proveniente do mercado financeiro e afirmou que ainda não manteve um diálogo em relação a esse assunto com a presidente, mas declarou que existe opção muito maior do que o mercado financeiro, que é o mercado de consumo.

A presidente já havia afirmado anteriormente, durante sua campanha, que o ministro da Fazenda Guido Mantega iria desocupar o cargo, em caso de um segundo mandato, por motivos pessoais, foi Mantega quem realizou a solicitação para deixar o cargo e afirmou para imprensa que o resultado fiscal previsto para este ano será o melhor possível e que para o ano de 2015 o governo se esforçará ainda mais, Guido Mantega declarou ainda que a estrutura econômica será a mesma e contará com reforços.

Quando questionado sobre quem poderia ocupar o cargo de Ministro da Fazenda e que reuniria os quesitos a fim de auxiliar na recuperação da confiança de investidores e também de empresários, Mantega declarou que a pergunta teria de ser repassada para a presidente Dilma e finalizou declarando que ele estava apenas realizando a apresentação de políticas porque estas se sobrepõem aos nomes de quem poderia chefiar a pasta.