Publicado em: sexta-feira, 16/05/2014

Scarlett Johansson processa autor francês em 41 mil libras

Scarlett Johansson processa autor francês em 41 mil librasA atriz Scarlett Johansson está processando o autor francês, Grégoire Delacourt, no valor de 41 mil libras (em torno de R$ 151 mil), o acusando de ter prejudicado sua imagem. Ela informou que foram divulgadas informações errôneas sobre sua vida particular. O causador de tudo isso é o romance produzido, “La Premiere Chose qu’On Regarde” (Traduzido: “A Primeira Coisa que Olhamos”) que conta a história de uma modelo que tem fortes traços de semelhança com Scarlett, por este motivo ela acaba se sentindo como com uma sósia americana da atriz. Ela se apaixona por um mecânico que a enxerga apenas como objeto sexual, e por causa disso ela é alvo constante de ciúmes das outras mulheres. De acordo com o que o advogado da atriz, Vincent Toledano, afirmou ao ˜Le Figaro” que a obra constitui uma `violação e exploração ilegal do seu nome, reputação e imagem. Diante a situação e por pedido de sua cliente, ele entrou com um pedido no tribunal de justiça francesa para que o livro seja proibido de ser traduzido e adaptado para o cinema. A liberdade de expressão que ela defende como artista não está em questão. Atividades como essa exclusivamente para fins mercadológicos não tem nada a ver com criatividade autoral”, diz.

Minha personagem não é Scarlett Johansson

Em resposta as acusações, Delacourt explicou que usou Johansson como referência para sua obra por que considera a atriz como “um arquétipo da beleza atualmente.” Escrevi uma obra de ficção. Minha personagem não é Scarlett Johansson”, justifica. O autor se tornou destaque em sua área e ficou conhecido por suas obras, a última produzida por ele foi ˜My List Of Desires˜, que teve tradução para 47 idiomas e hoje, está passando por um processo de transformação para se tornar um filme. Mesmo com todo sucesso adquirido, ele comenta que ficou ˜sem palavras” após ficar sabendo que foi processado. O autor também conta que, na realidade pensou que ela havia entrado em contato “para ir tomar um café.” E ainda ressalta: Não escrevi um romance sobre uma celebridades”.