Publicado em: quarta-feira, 26/03/2014

Satélite detecta 122 objetos em área de buscas do avião desaparecido

Satélite detecta 122 objetos em área de buscas do avião desaparecido122 objetos foram identificados por novas imagens de satélite em uma das áreas onde vinham sendo realizadas buscas do avião desaparecido, na região sul do Oceano Índico, local onde se acredita que o voo MH370 da Malasya Airlines tenha caído, transportando 239 pessoas à bordo. O sumiço do avião aconteceu em 8 de março e somente no último dia 26 as autoridades da Malásia informaram sobre a queda da aeronave no Oceano Índico. As imagens foram feitas por um satélite da Airbus no último final de semana, mostrando os objetos flutuando em uma área de 400 quilômetros quadrados, conforme informou Hishammuddin Hussein, ministro dos Transportes da Malásia.

O ministro malaio ainda informou que agora é fundamental conseguir vincular os objetos encontrados como restos do voo MH370, permitindo reduzir zona de busca dos destroços. O ministro ainda informou que os objetos possuem tamanhos de variam de um a 23 metros de comprimento. De acordo com ele, a presença dos objetos foi registrada próxima de um local em que outros três satélites já haviam detectado objetos anteriormente, mas em menor quantidade. Por conta do mau tempo, as buscas chegaram a ser suspensa no dia de ontem, mas retomadas durante a manhã.

De acordo com o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, o Boeing da Malasya Airlines caiu a cerca de 2.500 quilômetros a sudoeste de Perth, no Oceano Índico. Esta informação foi divulgada com base em outras imagens de satélite, que indicavam a última localização do avião, próximo da região sul do Índico. O premiê também já informou aos familiares de que não há chances de haver sobreviventes. Esta informação tem base no fato de que as últimas analises dão conta que o avião não avançou muito desta área, já que o combustível era muito limitado, e só restava ao avião poder cair no mar.