Publicado em: domingo, 13/01/2013

Sarney vai decidir se Ministros serão convocados para explicarem medidas do governo para maquiar superávit

Sarney vai decidir se Ministros serão convocados para explicarem medidas do governo para maquiar superávitO presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), informou durante esta quinta-feira (10) que vai decidir sobre o pedido para convocação do Ministro da Fazenda, Guido Mantega, e do Ministro do Planejamento, Miriam Belchior, apenas depois de fazer exames médicos na cidade de São Paulo. Sarney, que esteve presente no Senado durante a manhã, viajou ainda na quinta-feira para São Paulo e permanecerá lá até semana seguinte.

O deputado Carlos Sampaio (SP) vice-líder do PSDB na Câmara, protocolou na terça-feira (8) um requerimento que pede que os ministros sejam convocados para darem explicações para o Congresso, durante o recesso da casa Legislativa, sobre as medidas que o governo anunciou no final de 2012 para que o superávit primário de 2012 fosse aumentado, com economia feitas para que os juros da dívida pública fossem pagos. O Congresso vai retomar os trabalhos apenas no início do mês de fevereiro.

Sarney informou que irá passar a semana na cidade de São Paulo para realizar exames de rotino e quando ele retornar da maior cidade do Brasil, ele irá verificar o que a secretaria do Congresso tem para despachar.

Para que a convocação chegue a ser aprovada, o que faria com que os ministros fossem obrigado a irem dar explicações no Congresso, iria ser necessário que o Senador José Sarney realizasse uma sessão para que fosse votado o pedido feito pela oposição. Conforme Sarney, caso os ministros fossem de fato convocados, os senadores iriam ter 30 dias para que a data dos depoimentos fosse marcada.

Ele disse que uma vez depois de convocados, eles têm o período de até 30 dias para comparecer no Senado. E são ele que podem marcar as datas de acordo com o que apontam as comissões.