Publicado em: quinta-feira, 08/03/2012

Sarkozy afirma que irá deixar a política se não for reeleito

Nesta quinta-feira (8), o presidente da França, Nicolas Sarkozy afirmou que irá tentar, com todas as forças, se reeleger nas eleições deste ano, que acontecem em abril e maio. No entanto, se isso não acontecer, ele disse que irá largar a política. As pesquisas apontam que o atual presidente está atrás do rival socialista François Hollande nos votos do primeiro turno. Porém, Sarkozy adverte que a falta de experiência de seu concorrente pode ser um problema n atual situação de crise econômica.

O presidente conservador disse, em entrevista a rádio RMC, que se preocupa quando vê o programa de Hollande e com sua falta de experiência em um “período tão conturbado”. Porém, Sarkozy acrescenta dizendo que se o povo francês não acredita nele, não irá continuar na política. Na última pesquisa realizada pelo instituto CSA, Hollande estava com 30% contra 28% de Sarkozy, sendo que em uma simulação do segundo turno, o socialista venceria por 56%.

Sarkozy não está desanimado com eleições

Nesta terça-feira, o presidente francês afirmou, em um debate de televisão que durou três horas, que ele não está desanimado com os resultados apontados pelas pesquisas. Ele ainda disse que uma de suas principais características é nunca desistir. Sarkozy disse que irá lutar para proteger e liderar os franceses a fim de “construir uma França forte”.

Mesmo assim, a imprensa do país tem noticiado que a equipe de Sarkozy não acredita muito na eficácia do presidente para que a situação das pesquisas seja alterada. Nathalie Kosciusko-Morizet, porta-voz da campanha, lamentou durante a última semana, dizendo que a disputa eleitoral de enveredou “por polêmicas inúteis”.