Publicado em: sábado, 24/08/2013

Sargento Americano diz que agiu com covardia e pede desculpas as famílias de mortos no Afeganistão

Sargento Americano diz que agiu com covardia e pede desculpas as famílias de mortos no AfeganistãoRobert Bales que é um sargento americano disse que realmente assassinou 16 pessoas no Afeganistão, ele admitiu que agiu de maneira covarde e pediu para que as famílias dessas pessoas o desculpassem, ele fez essa declaração na audiência que tinha como objetivo comunicar à sua sentença pelo crime considerado o mais grave já ocorrido no país cometido por um militar americano durante a Guerra que ocorreu no país.

Bales pediu a palavra e declarou que as atitudes dele foram covardes e que por trás dessas atitudes que terminaram na morte dessas pessoas ele tinha muito medo e utilizava uma máscara de mentiras e valentia, que na realidade não possuía, e mais uma vez pediu aos parentes dessas pessoas que lá estavam presentes para que o desculpassem.

O Sargento tem 40 anos e em junho fez o comunicado afirmando que era o culpado pela morte de 16 civis, sendo dentre eles nove crianças, ele disse também na época que deixou a base, que se localiza em Panjwayi que faz parte da província de Kandahar no sul do Afeganistão, no dia 11 do mês de março do ano passado.

Ele disse ainda que lamentava profundamente todo o mau que foi capaz de causar aquelas pessoas que se estendeu as suas famílias, já que segundo ele, seus atos não vitimaram apenas aqueles 16, seus atos foram capazes de dizimar famílias inteiras pela dor de perder seus entes queridos, Bales disse que se pudesse faria de tudo para trazer essas pessoas de volta.

Durante a audiência foram mostradas fotografias da época em que as ações ocorreram e Bales acompanhou tudo, inclusive os depoimentos das pessoas que sobreviveram a esse massacre e também os familiares das vítimas faltais.

Robert Bales pode ser condenado a passar o resto de sua vida na cadeia, já que ele não pode mais ser condenado à morte porque confessou que foi o responsável pelo massacre que terminou na morte dessas 16 pessoas.

As alegações finais de defesa e promotoria serão apresentadas no dia de hoje e então os jurados irão tomar a decisão se Robert Bales poderá ter a liberdade antecipada após completar 20 anos de cadeia.