Publicado em: quinta-feira, 06/10/2011

Sarah Palin declara que não vai disputar presidência dos Estados Unidos em 2012

A ex-governadora do Alasca, Sarah Palin, anunciou nesta quarta-feira (05) que não vai se candidatar à presidência dos Estados Unidos em 2012. Filiada ao partido Republicano, Palin saiu como vice-presidente da chapa de John McCain em 2010, quando concorreu com Barack Obama, atual presidente norte-americano. O anúncio de Palin coloca um fim nos boatos que acreditavam na sua candidatura. Agora, Palin declara que poderá participar mais ativamente da campanha sem ser uma candidata oficial.

Em entrevista ao programa de rádio comandado por Mark Levin, Palin afirmou que “não ser candidata me possibilita ser ainda mais ativa. Estou ansiosa para usar todos os instrumentos disponíveis para atrair as pessoas certas e de corações servis”. Enquanto McCain disputava a presidência com Obama, o vice-presidente da chapa concorrente à de Palin era John Biden. A ex-governadora anunciou que não concorreria quando confirmou que não participaria das prévias do partido Republicano, momento em que pré-candidatos de diversos estados disputam a vaga para representarem o partido nacionalmente.

De acordo com Palin, o motivo que a fez desistir de lançar candidatura própria é por que ela é devota “a Deus, à sua família e ao país”, necessariamente nessa ordem. Portanto, Palin declarou que vai respeitar as suas prioridades.

No comunicado divulgado aos seus partidários, Palin garante que vai continuar participando do desenvolvimento de estratégias para substituir o presidente, retomar o controle do Senado e manter o controle da Câmara. Apesar de ser uma figura bastante conhecida nos Estados Unidos, Palin também encontrava divergências entre os próprios republicanos.