Publicado em: segunda-feira, 17/10/2011

São Paulo demite Adilson Batista após derrota para Atlético-GO

O treinador do São Paulo, Adilson Batista, não aguentou a goleada sofrida para o Atlético-GO, neste domingo, por 3 a 0, e foi demitido do clube. A diretoria do time comunicou a saída do técnico logo após a partida, ainda no vestiário, e explicou que a decisão já havia sido tomada antes mesmo do começo do jogo. Com a derrota, o São Paulo caiu para a sexta posição, deixando a zona de classificação para a Libertadores e aumentando para seis o número de jogos sem vitórias.

Adalberto Batista, diretor de futebol do São Paulo, disse que conversaram o técnico durante a semana e explicaram que a partida em Goiânia seria decisiva para a manutenção o treinador. Caso perdesse, o comandante seria desligado da equipe, principalmente por causa das constantes críticas que ele vinha sofrendo da torcida.

A decisão do clube foi tomada porque as próximas duas partidas do São Paulo são em casa, e o diretor de futebol afirma que precisam do apoio da torcida, e não de uma carga negativa, o que vinha acontecendo quando Adilson comandava a equipe. O auxiliar técnico Milton Cruz será o interino nos dois próximos jogos do tricolor paulista, ambos no estádio do Morumbi.

O São Paulo entra em campo nesta quarta-feira (19), pela Copa Sul-Americana, para enfrentar o Libertad, do Paraguai. Pelo Campeonato Brasileiro, a equipe volta a jogar no próximo domingo, contra o Coritiba. A diretoria pretende conversar por muito tempo para decidir quem assume o time. Nas últimas seis partidas, o São Paulo só conquistou quatro pontos e agora está seis pontos atrás do líder Corinthians.