Publicado em: quarta-feira, 22/02/2012

São Paulo – Casal é preso por manter menina de 14 anos em cárcere privado

São Paulo - Casal é preso por manter menina de 14 anos em cárcere privadoA Polícia Civil investiga um suposto caso de cárcere privado, além de tentativa de estupro a uma jovem de 14 anos. Um homem de 21 anos e uma mulher de 33 anos foram detidos em flagrante após manterem a menina trancada por dois dias em uma casa, na cidade de Brodowski, a 342 km de São Paulo.

Neildo Mota Campos e Adriana dos Reis Alves foram levados até a delegacia, após denuncias de moradores do conjunto habitacional da CDHU, dizendo que a jovem estaria em uma das residências do local. Através de cartazes espalhados pela mãe da menina, vizinhos do bairro souberam do desaparecimento e procuraram a policia.

Além do crime de cárcere privado, o casal também está sendo investigado sobre um possível estupro contra a adolescente, que possui diversos hematomas pelo corpo. “A casa ficava o tempo todo trancada. Eu não conseguia fugir e nem gritar por socorro”, relatou a menina. Ela disse também que se lembra de poucas coisas e que desde domingo (19), a única coisa que recebeu para se alimentar foi água.

De acordo com a mãe da jovem, Luciana Borges Venâncio, sua filha saiu para ir até a casa da tia e no caminho foi abordada por Adriana, que a chamou para ir até uma outra casa, no bairro Vila Senhora das Graças. “Ela levou a minha filha pra uma casa na Vila. Lá morava um homem do Maranhão”, conta.

Neildo e Adriana foram encaminhados para o presídio de Santa Rosa do Viterbo. Já a menina foi levada até Ribeirão Preto, onde passará por uma série de exames para que se possa verificar se ela foi sedada e estuprada pelo casal. A adolescente afirmou que não conhecia Neildo e que conhecia Adriana apenas de vista.

Entretanto, os primos de Neildo negam que isso seja verdade. Segundo Francival Moraes, 25 anos, Neildo namorava a adolescente e ela teria ido até a casa dele por vontade própria. “Fui até a casa dele convidar pro meu aniversário. Ele falou que não iria porque estava com a namorada. Ela estava sentada na escada, conversando normalmente”, relatou Samuel Cardoso, 23 anos, outro primo de Neildo que confirmou a versão.