Publicado em: quinta-feira, 03/05/2012

São Paulo afirma que quer ‘preservar’ Paulo Miranda

A decisão de afastar o zagueiro Paulo Miranda foi tomada somente pela diretoria do São Paulo. O técnico Emerson Leão, após a derrota para a Ponte Preta, lamentou não poder contar com o jogador. Já a cúpula são-paulina procurou justificar a sua decisão.

De acordo com o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, a direção do clube foi a única responsável pela decisão, e justificou o afastamento afirmando que pretende ‘preservar’ a carreira do jogador, e evitar um desgaste da imagem do atleta.

Paulo Miranda falhou em dois dos três gols sofridos no clássico contra o Santos, no último domingo, pelas semifinais do Campeonato Paulista, que resultou na eliminação do time treinado por Emerson Leão. O zagueiro cometeu um pênalti em menos de dois minutos de jogo, e no segundo gol não acompanhou Neymar.