Publicado em: terça-feira, 03/01/2012

Santos não cobre oferta da DIS sobre Ganso

A direção do Santos se negou a cobrir a oferta do grupo empresarial DIS pela aquisição de mais 10% dos direitos federativos do jogador Paulo Henrique Ganso. Com isso, o clube paulista deixa de ser majoritário no gerenciamento da carreira do meia.

No ano passado o jogador ofereceu os 10% que tinha direito sobre seus direitos, mas o Santos decidiu não comprar, e com isso o grupo de investidores, que já tinha 45% dos direitos, adquiriu mais uma parte, desembolsando cerca de R$ 5 milhões.

A direção do Santos entendeu que o valor pedido pelo jogador era muito alto e pensando em uma futura negociação, não seria compensatório. Agora, em tese, o DIS tem preferência caso deseje transferir o camisa 10 para outro clube.

A compra dos 10% dos direitos de Paulo Henrique Ganso pioraram ainda mais a relação que o Santos tinha com o grupo de empresários. A negociação começou a ocorrer ainda no ano passado, quando a equipe disputava o Mundial Interclubes, o que, na opinião dos dirigentes, poderia tirar o foco do atleta no meio da competição internacional.