Publicado em: sexta-feira, 09/12/2011

Santos e Fifa se assustam com frio do Japão

Nesta quinta-feira, dia 8 de novembro, os jogadores santistas puderam sentir o frio que os espera quando fizeram seu primeiro treino em solo japonês. Os atletas tiveram de usar gorros, calças que suportem temperaturas tão baixas e luvas. Jornalistas e dirigentes também consideram que o frio japonês é o grande vilão do mundial. Até a Fifa se preocupou com a baixa temperatura.

Depois do treinamento, os jogadores foram para o hotel, mas a comissão técnica e Muricy Ramalho foram encarar novamente o frio para assistiram ao jogo de estreia do Mundial de Clubes, entre Kasshiwa Reysol e Auckland. Os santistas não aguentaram o frio, que chegava a 4 graus, e deixaram o estádio antes da partida terminar.

O técnico Muricy Ramalho até brincou, dizendo que aquilo estava uma geladeira. A Fifa também está preocupada com o intenso frio que faz no Japão. Em um determinado momento do jogo, uma névoa tomou conta do estádio em Toyota. Os representantes da Fifa ficaram com medo de que a partida não pudesse continuar.

O Santos já está tomando alguns cuidados para poder se acostumar com o frio em Yokahama. Esta cidade é a sede para a final do torneio, e é comum nevar. Caso a equipe santista vença o jogo do dia 14, é para esta cidade que o time deve ir. Para isso, nesta sexta-feira, o Santos irá treinar às 19h no horário japonês.